.

.

.

Uma jovem é presa e seis mulheres se convertem na Tanzânia - SBB realiza Seminário sobre Dependência Química




Pés Formosos » Notícias


SBB realiza Seminário sobre Dependência Química em Barueri (SP)

Posted: 23 Apr 2014 11:32 PM PDT

Com o tema "Os Desafios da Reinserção Social", o evento se realizará no Museu da Bíblia, em Barueri (SP).

sbb

No dia 24/05, a Sociedade Bíblica do Brasil (SBB) realizará a sétima edição de seu Seminário sobre Dependência Química.

Com o tema "Os Desafios da Reinserção Social", o evento se realizará no Museu da Bíblia, em Barueri (SP).

A programação conta com palestras e discussões sobre as dificuldades enfrentadas pelos dependentes químicos ao tentaram retomar sua vida social e como a escrituras sagradas podem contribuir com este processo.

Estão confirmados para participarem do encontro, o palestrante Maurício Landre (especialista em dependência química) e a Trupe Rodapé (grupo teatral, formado por atores cadeirantes).

O Seminário conta com o apoio da Prefeitura Municipal de Barueri, do Conselho Municipal de Políticas sobre Drogas (COMAD) de Barueri e é direcionado a a administradores de comunidades terapêuticas, organizações de prevenção e tratamento da dependência química, profissionais da área e pessoas interessadas no tema, incluindo os próprios dependentes químicos e seus familiares.

Confira abaixo o cronograma do Seminário:

8h – Café da manhã e credenciamento
9h – O papel da Bíblia na recuperação da Dependência Química, com Erní Seibert, secretário de Comunicação e Ação Social da SBB
10h – Apresentação cultural, com a Trupe Rodapé
10h15 – Apresentação das Comunidades Terapêuticas em Rede (Comter)
10h45 – Depoimentos de superação
11h – "Os desafios da Reinserção Social", com Maurício Landre, especialista em dependência química
12h00 – Encerramento Serviço

Serviço
7º Seminário sobre Dependência Química
Data: 24/5/2014
Horário: das 8h às 12h
Local: Centro de Eventos de Barueri/Museu da Bíblia
Endereço: Av. Pastor Sebastião Davino dos Reis, 672 – Vila Porto Barueri/SP
Confirmação de presença e informações: (11) 3474-5733 / (11) 3474-5842 / 0800 727 8888

Com informações da SBB

Ex-ateu, Josué Ferrer revela como se converteu ao Evangelho

Posted: 23 Apr 2014 11:27 PM PDT

josué ferrerO escritor Josué Ferrer, conhecido entre os militantes ateus por ter sido um aguerrido ativista ateu e ter se tornado cristão, explicou como se converteu ao Evangelho após anos de críticas e questionamentos à fé.

Na palestra realizada na Universidade de Alicante no último dia 09 de abril, Ferrer afirmou que era um "ateu irritado, profano e anticlerical que finalmente tornou-se um cristão".

Recentemente, ele lançou o livro Por qué dejé de ser ateo ("Por que deixei de ser ateu", em tradução livre), onde relata sua experiência de conversão, com a busca de respostas para as 50 principais críticas e questionamentos feitos pelos ateus em relação ao cristianismo, como "se Deus existisse ele teria se mostrado", "Se Deus é bom, por que ele permite os infortúnios do mundo?" ou "Jesus era apenas um homem e não um deus".

De acordo com o Protestante Digital, no livro Ferrer conta sua experiência pessoal, responde às perguntas e diz que "a ciência e o cristianismo não são incompatíveis, como erroneamente se acredita, mas sim complementares".

Presente à palestra na universidade, o pastor Freddy Fernández comentou que "ao chegar à faculdade, alguns jovens sofrem uma crise de fé, e muitos não conseguem superar", mas comemorou o fato de um ex-ateu dar seu testemunho e se propor a derrubar as crenças mais comuns no ateísmo.

"Quem melhor do que alguém que era ateu e teve uma conversão a Cristo para falar com os jovens de sua experiência?", questionou o pastor, dizendo que a conferência poderia ser repetida em outros lugares, como ferramenta de afirmação da fé cristã.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

Uma jovem é presa e seis mulheres se convertem na Tanzânia

Posted: 23 Apr 2014 11:27 PM PDT


A incrível força e paixão de Rhoda* têm crescido com sua luta pela sobrevivência. Rejeitada pelos pais muçulmanos, ela foi recolhida pela esposa de um pastor e converteu-se ao cristianismo quando tinha 14 anos. Depois de ser forçada por uma multidão de vizinhos islâmicos a urinar sobre o Alcorão, ela foi sentenciada a dois anos de prisão com somente 18 anos

prisão_160414.jpg

Deus usou o tempo de Rhoda na prisão para atrair muitos para seu reino. Ela foi solta após um ano em uma apelação quando a Portas Abertas a ajudou com os honorários de seus advogados e ela teve seu registro limpo. Colaboradores da Portas Abertas a visitaram em sua casa, na costa da Tanzânia, para ouvir seu testemunho.

"Um pouco antes de ocorrer o incidente", lembra Rhoda, "eu sonhei que estava afundando em um buraco, mas eu tinha uma Bíblia em minha mão que eu segurava acima da cova e estava pregando o Evangelho apesar daquela situação. O interessante é que quando eu estava presa, a Bíblia que a Portas Abertas me trouxe fez com que todos os guardas me chamassem de pastora!"

Deus usou as "fracas palavras" de Rhoda e seis mulheres entregaram sua vida a Cristo antes dela ser libertada. "Eu aprendi que nada do que acontece a um cristão, por mais doloroso que seja, nunca é desperdiçado. Todas as experiências nos trazem bênçãos. Eu pensei mais tarde que talvez tivesse sido presa por causa daquelas seis  mulheres. É claro que a conversão delas fez a dor valer a pena."

Tudo começou em 5 de janeiro de 2012. Rhoda estava em casa com uma amiga lendo a Bíblia quando uma vizinha muçulmana veio e olhando a Bíblia, perguntou a ela: "Jesus é Deus?" Tanto Rhoda quanto sua amiga responderam: "Sim, ele é." A vizinha iniciou uma discussão, insistindo que Jesus não é Deus, até que outros se juntaram por causa da altura de sua vozes.

"As mulheres em seguida insistiram que eu deveria jogar o Alcorão no chão se eu achasse que Jesus era Deus, dizendo que eu iria enlouquecer ou me transformar em um animal selvagem se eu fizesse isso", ela relata.

A multidão continuou crescendo, a maioria mulheres. Rhoda foi para dentro e trancou as portas. Elas começaram a bater nas portas e janelas gritando: "Abra e urine no Alcorão ou nós iremos espancar você!"

Sem defesa, Rhoda se ajoelhou para orar. "Senhor", ela disse, "o Senhor sabe que eu não quero fazer isso, mas elas estão me forçando. Então, por favor, dê-me forças e use tudo isso para provar que és Deus".

Ela então abriu a porta, pegou o Alcorão das mulheres e foi até o banheiro. Urinou sobre ele e trouxe de volta a elas. Elas se recusaram a pegar dizendo "fique com seu Alcorão contaminado", e elas o jogaram no vaso sanitário.

A multidão se dispersou e Rhoda se encaminhou para o culto de louvor do meio da semana. No caminho de volta para casa ela sentiu uma estranha urgência para tomar um caminho diferente. "Era direcionamento de Deus", ela disse, "porque muçulmanos armados com machados, espadas e facas estavam esperando por mim naquela rota."

"Deus literalmente cobriu seus olhos porque eu passei no meio deles, mas por uma direção diferente, e eles não concordaram se realmente era eu ou não. Curiosamente, eu não tive medo e estava quase confirmando que era eu, mas minha boca se recusou a funcionar! Eu acredito agora que Deus fechou meus lábios para salvar minha vida."

Com toda a cidade procurando por ela, alguns irmãos da igreja a escoltaram até a delegacia de polícia. A multidão a encontrou lá e admitiu abertamente: "Nós não sabíamos que era você passando na estrada antes, você tem muita sorte de ter chegado aqui com segurança! Nós teríamos matado você lá."

O incidente deflagrou tumultos e duas igrejas foram incendiadas na cidade. Os muçulmanos ameaçaram invadir a delegacia de polícia, mas foram dispersados e Rhoda foi posta em prisão preventiva. Ela se declarou culpada e foi sentenciada a dois anos de prisão.

Ela relembra o grande suporte que recebeu da Portas Abertas enquanto prisioneira. "A visita encorajou grandemente meu coração e eu sabia que Deus não havia me esquecido."

"Na prisão eu tive um sonho em que o Senhor me disse, 'Não tenha medo Rhoda.' Ele então me instruiu a abrir em Apocalipse 3.8 – 'Eu conheço suas obras. Eis que coloquei diante de você uma porta aberta que ninguém pode fechar. Sei que você tem pouca força, mas guardou minha palavra e não negou meu nome."' Ela viu que este era um sinal de que ela logo seria liberta.

"Eu não chorei, mesmo quando estive em perigo, quando fui presa, e nem durante a audiência e mesmo durante a prisão. Mas, no dia que eu caminhei como uma mulher livre, eu chorei! Eu estava tão alegre que somente lágrimas poderiam expressar minha gratidão ao ver como Deus havia lutado por mim."

Deus protegeu e honrou Rhoda pelo seu tempo na prisão com carcereiros e detentos se referindo a ela como "pastora". "Eu só encontrei bondade em cada turno", ela recorda, "elas também constantemente insistiam para que eu não dormisse até eu ensinar a elas sobre a Bíblia." Ela conseguiu grande força por meio da Bíblia, particularmente com as histórias de sofrimento e aprisionamento de Paulo e Silas por sua fé.

Felizmente, o caso de Rhoda foi esquecido pelos muçulmanos em sua cidade, e livre de mais perseguições, ela olha para o futuro. Corajosa, humilde e firmada na fé, ela agora anseia por utilizar seus dons espirituais de oração e ensino, esperando se juntar ao ministério da Escola Dominical de sua igreja e prosseguir com a educação superior.

Atualmente, vive com o apoio de uma família cristã, e está interessada em encontrar sua mãe assim como seu pai e irmã, que agora sabem que ela é cristã e não querem nada com ela.

Embora a maioria da população da Tanzânia continental seja cristã, o percentual de muçulmanos parece estar crescendo; especialmente jovens muçulmanos parecem estar vulneráveis à radicalização. A Tanzânia ocupa a 49º na Classificação da Perseguição Religiosa .

Rhoda se mantém destemida. "Por tudo isso, Deus me mostrou que se os cristãos negam a Cristo em frente às pessoas, ele irá negar-nos também. Se nós o reconhecemos, ele irá nos reconhecer perante o Pai no céu. Não tenha medo de testificar perante as pessoas, mesmo se forem hostis, Deus luta por si só."

*Nome alterado para a segurança da cristã.

Fonte: Portas Abertas Internacional
Tradução: Jussara Teixeira

Eleições na Índia: o que isso significa para a minoria cristã?

Posted: 23 Apr 2014 11:17 PM PDT


Às vésperas das eleições nacionais, a silenciosa comunidade cristã na Índia – cerca de 2,3 por cento de 1,2 bilhão de pessoas em 2001, embora especialistas afirmem que o número real seja maior – ficou inquieta e alerta

India_elections_150414.jpg

Estima-se que um eleitorado de 814 milhões – muito mais do que a população de toda a Europa – compareça às urnas (as eleições acontecem em nove etapas, do período entre 7 de abril e 12 de maio) para escolher o 14º Parlamento da Índia. É o maior evento eleitoral do mundo.

"A Eleição 2014 nos oferece (cristãos) pouca liberdade de escolha. A única opção é entre corrupção e comunitarismo", lamentou o Rev. Valson Thampu, diretor da Universidade de Santo Estêvão, em Nova Delhi, gerida pela Igreja do Norte da Índia.

"Os dois principais partidos são inaceitáveis e sem sentido", disse o Rev. Thampu. Segundo ele, "o poder da mídia e do dinheiro atingiu o seu ponto de degradação extrema nesta eleição. É uma eleição movida à mídia, com resultados declarados antes mesmo da votação. Isto é um insulto à democracia".

Segundo a BBC, "a corrupção, o desemprego, o aumento da inflação, a economia vacilante, a segurança das mulheres e a segurança nacional são algumas das questões mais importantes".  28º país na Classificação da Perseguição Religiosa, na Índia, a tensão entre hindus, siques, muçulmanos e cristãos é grande.

Hoje, oito estados  indianos têm leis anticonversão, que impedem que hindus se convertam ao cristianismo. Mesmo assim, muitos dalits pobres têm se convertido e a Igreja tem crescido. Ore pelas eleições nesse país, para que os novos líderes sejam favoráveis à liberdade religiosa e aos direitos dos cristãos.

Fonte: Portas Abertas Internacional
Tradução: Daniela Cunha

"Por favor, salve-nos"

Posted: 23 Apr 2014 11:17 PM PDT

mae soterradaUma mãe que sobreviveu com seu bebê de cinco meses a um deslizamento de terra que arrastou sua casa por 600 metros revelou ter clamado por Deus na hora que a tragédia aconteceu.

Amanda Skorjanc, 22 anos, concedeu uma entrevista em seu leito no hospital de Seattle, estado norte-americano de Washington, e disse que quando fecha os olhos, ainda vê a imagem da lama e destroços invadindo sua casa.

"Eu olhei para a nossa porta da frente e foi como um filme. Casas foram explodindo e a próxima coisa que eu me lembro, a próxima coisa que eu vi foi a chaminé do vizinho entrando pela porta", disse Amanda, que segurava seu filho no colo no momento do incidente.

A jovem mãe afirmou que tudo que ela podia fazer era segurar seu filho no colo, orar e esperar a terra parar de se mover: "Eu sei que Deus estava com a gente, porque durante o deslizamento eu clamei a ele e disse: 'Por favor, salve-nos'", relembrou Amanda.

De acordo com o testemunho de Amanda, ela e o bebê ficaram presos numa espécie de bolsão, formado por partes da casa que se acomodaram ao seu redor. O sofá, quebrado, e uma poltrona reclinável que estava embaixo deles amorteceu boa parte dos impactos.

Antes de os bombeiros os retirarem dos escombros, Amanda distraiu-se da dor que sentia por conta das fraturas no braço e tornozelos com orações e com a preocupação em acalmar o bebê, que sofreu traumatismo craniano, segundo informações do Charisma News.

Segundo ela, a cura física dela e deu seu filho é uma questão de tempo e tratamento, no entanto, as feridas emocionais levarão muito mais tempo para serem curadas. "Lá é nosso lar, mas eu nunca vou voltar", disse.

Por Tiago Chagas, para o Gospel+

You are subscribed to email updates from Pés Formosos » Notícias

Email delivery powered by Google
Google Inc., 20 West Kinzie, Chicago IL USA 60610



--
==================================================

Lançamento!

Lançamento!

Contato

Contato
Clique na imagem para acessar

REVISTA PAMM - edição de Outubro

Para escolher o modo de leitura (páginas, livro, slides) Coloque o mouse sobre iPaper > ViewMode> selecione o modo. Para ler no modo Tela Inteira, clik na caixinha abaixo no canto direito, você também pode usar o recurso de zomm.
- Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6:38