.

.

.

Pés Formosos » Notícias

Pés Formosos » Notícias


Você sabe o que é o Ramadã?

Posted: 27 Jun 2014 11:33 PM PDT

O Ramadã é o nono mês do calendário islâmico no qual se acredita que o profeta Maomé recebeu a revelação da parte de Deus, ou Alá, dos primeiros versos do Alcorão. Enquanto os muçulmanos oram a Alá, oremos por eles!

Foto_Noticia26jun14.jpg

De acordo com o islamismo, Maomé estava andando em um deserto perto de Meca 610 d.C., onde atualmente localiza-se a Arábia Saudita. Certa noite, uma voz vinda do céu o chamou. Segundo a tradição foi a voz do anjo Gabriel que falou que Maomé tinha sido escolhido para receber a palavra de Alá. Nos dias posteriores, Maomé começou a falar os versos que seriam transcritos, compondo o Alcorão.

O início do Ramadã em cada ano é baseado na combinação das observações da Lua e em cálculos astronômicos. O término do Ramadã é determinado de maneira semelhante, por isso, as datas variam de ano a ano, podendo ser realizado em diferentes meses e estações.

O Ramadã é um dos mais tradicionais e importantes eventos anuais para os muçulmanos e compõe um dos cinco pilares (Shahada - profissão de fé, Salah - cinco orações diárias, Sakat - caridades, Ramadã/Suam - jejum e Hajj - peregrinação a Meca), ou obrigações, da fé islâmica.

Quem deve ou não praticá-lo
Segundo a Jurisprudência Islâmica, o jejum é obrigatório para todo muçulmano que tenha atingido a puberdade e que goze de perfeita saúde física e mental.

O primeiro jejum de uma pessoa na comunidade muçulmana é algo para celebração e festa. A isenção temporária do jejum é baseada nas circunstâncias individuais, que precisam ser analisadas durante o mês e, aconselhadas por um Imam (líder religioso) ou por um estudioso islâmico. No entanto, na maioria dos casos os dias de jejum perdidos terão de ser compensados por um número de dias iguais, a qualquer momento antes do próximo Ramadã.

No caso de um doente terminal ou de uma doença incurável a pessoa deixa de jejuar definitivamente, tendo que dar uma refeição a um necessitado para cada dia não jejuado, ou o equivalente ao valor de uma refeição, caso tenha condições para tal, caso contrário não está obrigado a nada.

O jejum é feito por cerca de 29 dias entre o nascer e o pôr do sol e traz implicações no cotidiano. Muitos ataques a igrejas e cidadãos cristãos costumam acontecer nos últimos dias do Ramadã. Um desses dias é denominado de Laylat al-Qadr(literalmente “Noite do Destino”, também conhecida como “Noite do Poder”) e que normalmente é comemorado no 27º dia do jejum. Neste dia acredita-se que o profeta Maomé tenha recebido a revelação dos primeiros versos do Alcorão. Muitos cristãos do mundo muçulmano são alvo de processos penais e violência por se negarem a praticar o jejum islâmico.

Fonte: Portas Abertas

Igreja Perseguida na Copa: Coreias

Posted: 27 Jun 2014 11:11 PM PDT

Coreia do Sul e Coreia do Norte são dois dos países que sofrem perseguição por causa da fé

Coreias

A Igreja do Evangelho Pleno Yoido é a maior igreja pentecostal do mundo, com mais de um milhão de membros, fica na Coreia do Sul.

Lá, ser cristão significa ser patriota. Algo comum de se encontrar são adesivos colados na porta das casas de pessoas que pertecem à igreja.

A Coreia do Sul tem sido conhecida por seu zelo missionário, estando entre os países que mais enviam missionários a outras nações. Segundo reportagem do site Christianity Today, publicada em fevereiro deste ano, há mais de 20 mil missionários sul-coreanos em 177 países.

Na Coreia do Norte, a diferença é grande, mesmo em poucos quilômetros. Ser cristão significa ser proibido de professar abertamente sua fé.

Mesmo com o crescimento da igreja, cerca de 400 mil, aproximadamente 60 mil estão presos em campos de trabalho forçado.

Ocupando a topo da Classificação da Perseguição Religiosa, na Coreia do Norte os cristãos são presos, torturados e mortos.
Fonte: guiame.com.br/ com informações da Portas Abertas

 

Missionários brasileiros são absolvidos no Senegal

Posted: 27 Jun 2014 11:11 PM PDT

Um ano e meio após a prisão dos cristãos José Dilson e Zeneide Morais, no Senegal, o julgamento final determinou a absolvição de todas as acusações

JoseDilson_Zeneide.jpgOs missionários, que respondiam em liberdade, haviam sido acusados de desrespeitar o islã, ao ensinar o cristianismo para crianças e adolescentes senegaleses. Há alguns anos, eles eram responsáveis pelo projeto social Obadias, que abriga e cuida de menores de rua.

Por conta de uma decisão da Justiça, ambos estavam proibidos de deixar o país até a decisão final do caso.

No dia 20 de maio desse ano, a Promotoria havia proposto a pena de dois anos de prisão e o pagamento de uma multa. Hoje (17), porém, o juiz determinou a liberdade completa dos missionários.

Louve ao Senhor por todos os cristãos que se uniram em oração pelo desfecho do caso e celebre conosco a liberdade de nossos irmãos.

"Quando um membro sofre, todos os outros sofrem com ele; quando um membro é honrado, todos os outros se alegram com ele." 1 Coríntios 12.26

Entenda o caso
Cristãos brasileiros são presos no Senegal
Missionários brasileiros presos no Senegal conseguem a liberdade provisória
Cristãos brasileiros deixam prisão no Senegal, mas não podem sair do país
Cristãos brasileiros aguardam sentença final no Senegal

Fonte: Portas Abertas Brasil

Ataque mata 38 pessoas na Nigéria

Posted: 27 Jun 2014 11:08 PM PDT

Autoridades locais disseram nesta terça-feira (24) que 38 pessoas, a maioria mulheres e crianças, foram mortas por homens armados em um ataque a duas aldeias no estado de Kaduna, no norte da Nigéria

Nigeria woman.jpg
Ahmed Maiyaki, porta-voz do governador de Kaduna, Mukhtar Yero, confirmou o ataque, mas recusou-se a dizer qual o grupo étnico que pode ter originado a violência.

Aminu Lawan, porta-voz da polícia do estado de Kaduna, declarou ter tomado conhecimento dos ataques e precisou que foi aberta uma investigação para identificar os autores do ataque.

Kaduna, juntamente com o estado de Plateau, constitui a “cintura central”, linha de separação entre o norte majoritariamente muçulmano e o sul cristão, e tem sido palco de confrontos inter-religiosos, cujo ponto de partida é, muitas vezes, disputas políticas.

A violência que se seguiu às eleições gerais de 2011, na Nigéria, deixou centenas de mortos em Kaduna. Paralelamente, existem tensões entre agricultores cristãos e pastores da etnia Fulani, muçulmanos.

A organização não governamental Human Rights Watch indicou em dezembro de 2013 que mais de 10 mil pessoas foram assassinadas nos estados de Kaduna e Plateau desde 1992 por causa da sua religião ou etnia.

Nos últimos meses, a Nigéria tem sido alvo de diversos ataques do Boko Haram – grupo radical islâmico que pretende a criação de um Estado independente no norte da Nigéria.

Fonte: Agência Brasil

Lançamento!

Lançamento!

Contato

Contato
Clique na imagem para acessar

REVISTA PAMM - edição de Outubro

Para escolher o modo de leitura (páginas, livro, slides) Coloque o mouse sobre iPaper > ViewMode> selecione o modo. Para ler no modo Tela Inteira, clik na caixinha abaixo no canto direito, você também pode usar o recurso de zomm.
- Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6:38