.

.

.

Pés Formosos » Israel

Pés Formosos » Israel


Revive Israel – Vida de Poder

Posted: 02 Jul 2014 11:18 PM PDT

Revive image 1

Vida de Poder

Há um ensino falso popular que diz que os dons do Espírito eram apenas para o período de transição da igreja apostólica 2 mil anos atrás. No entanto, a ocorrência contemporânea de sinais e maravilhas, especialmente em avivamentos na Ásia Oriental, Índia, África e América do Sul, está bem documentada por pesquisa acadêmica. Onde quer que o Espírito Santo se faça presente de forma significativa, "coisas poderosas" acontecem.

Na Nova Aliança, há uma oferta universal do Espírito que é caracterizada por manifestações sobrenaturais que "revelam o Espírito". Podemos ver isso na pregação de Pedro em Atos 2: "E acontecerá nos últimos dias, diz o Senhor, que derramarei do meu Espírito sobre toda a carne; vossos filhos e vossas filhas profetizarão, vossos jovens terão visões…" Isso não foi apenas para os primeiros discípulos de Yeshua. A imersão (batismo) no Espírito é uma experiência específica que todos devem buscar até receber — em todos os tempos.

Marcos diz: "Estes sinais hão de acompanhar aqueles que creem: em meu nome, expelirão demônios; falarão novas línguas… se impuserem as mãos sobre enfermos, eles ficarão curados". Alguns dizem que esse não é um texto autêntico. Contudo, é tão antigo que certamente nos oferece um resumo do que os primeiros cristãos pensavam e entendiam como o ensino de Yeshua.

Nós não podemos selecionar e escolher o que gostamos das Escrituras da Nova Aliança. As Escrituras estão em plena concordância em relação a essas questões. Yeshua diz: "Em verdade, em verdade vos digo que aquele que crê em mim fará também as obras que eu faço e outras maiores fará". Isso não significa que cada cristão individualmente fará mais do que Jesus, mas que o potencial está ali. Isso também mostra que o Corpo do Messias fará mais, pois a habitação do Espírito torna sua presença e seu poder ilimitados no tempo e no espaço.

Em Lucas 9, Yeshua envia os doze discípulos e depois, em Lucas 10, os 70. As instruções nos dois capítulos são as mesmas. Eles deveriam ir às cidades de Israel, curar os doentes e anunciar que o Reino de Deus estava próximo (se tornara disponível). Cura e libertação mostram que os poderes das trevas foram derrotados pelo poder do Reino. Tive tantas experiências de profecias precisas, curas e libertação que nunca mais conseguirei voltar atrás. Sei que precisamos crescer em maturidade, sabedoria e discernimento, mas ainda que nos custe caro, vale a pena. "Bagunça" com vida é melhor do que ordem com morte.

Dan Juster

Até aos Confins da Terra

O livro de Atos registra a expansão do evangelho desde Jerusalém, Judeia e Samaria indo até aos confins da terra (Atos 1.8). O que havia começado numa pequena área geográfica, em trinta anos espalhou-se pela Ásia Menor, nas grandes cidades europeias e alcançou dezenas de milhares de pessoas. Essa expansão pode ser observada num padrão de seis estágios, cada um deles concluindo com um relatório de progresso:

    1. Atos 1.1 – 6.7 fala sobre o nascimento da Igreja e a
pregação de Pedro em Jerusalém.
• Relatório de Progresso: "Crescia a palavra de Deus, e,
em Jerusalém, se multiplicava o número dos discípulos;
também muitíssimos sacerdotes obedeciam à fé"
.

    2. Atos 6.8 – 9.31 descreve a propagação do evangelho pela
Judeia, o martírio de Estêvão e a pregação na Galileia e
Samaria.
• Relatório de Progresso: "A igreja, na verdade, tinha paz
por toda a Judéia, Galileia e Samaria, edificando-se e
caminhando no temor do Senhor, e, no conforto do
Espírito Santo, crescia em número."
.

  3. Atos 9.32 – 12.24: Paulo se converte, Cornélio e os
gentios que estão com ele em Cesareia são recebidos na
família de Deus e o evangelho se espalha até Antioquia.
• Relatório de Progresso: "A palavra do Senhor crescia e
se multiplicava"
.

   4. Atos 12.25 – 16.5 fala sobre o evangelho alcançando a
Ásia Menor por meio da viagem missionária de Paulo à
Galácia.
• Relatório de Progresso: "As igrejas eram fortalecidas
na fé e, dia a dia, aumentavam em número"
.

    5. Atos 16.6 – 19.20: o evangelho chega até as grandes
cidades europeias como Corinto e Éfeso.
• Relatório de Progresso: "Assim, a palavra do Senhor
crescia e prevalecia poderosamente "
.

   6. Atos 19.21 – 28.31: o evangelho atinge o centro (a capital)
do mundo daquela época, Roma, e Paulo proclama
livremente o evangelho e escreve cartas importantes
durante o seu tempo na prisão.
• Relatório de Progresso: "Paulo… pregando o reino de
Deus, e, com toda a intrepidez, sem impedimento
algum, ensinava as coisas referentes ao Senhor Jesus
Cristo"
.

Esse avanço do evangelho no primeiro século deve encorajar-nos a crer que um padrão semelhante venha a se repetir na ordem inversa no fim dos tempos, levando o evangelho de volta para Jerusalém a fim de que todo o Israel seja salvo.

Cody Archer

Notícias, Verão de 2014

Muitos dos nossos jovens adultos de Tiferet Yeshua e Ahavat Yeshua estão saindo para visitar e compartilhar na Conferência do Messias e em outros locais nos EUA.
Da equipe do Revive Israel, Ariel e Jeremiah estarão na Ásia, ensinando e compartilhando numa série de conferências e reuniões de líderes, com a seguinte programação:

22 a 27 de junho – sul e centro da China

28 a 30 de junho – Fukushima e Tókio, Japão

30 de junho a 4 de julho – Okinawa, Japão na Asia Gathering
Conference (Conferência de Ajuntamento na Ásia)

4 a 7 de julho – Hong Kong

Por favor, lembrem-se de Ariel, Jeremiah e do grupo de jovens adultos, além de suas famílias, em suas orações!

Amor Sacrificial

Não existe aliança sem sacrifício. Yeshua disse que o maior mandamento é amar, e que o maior amor é alguém dispor a própria vida por seus amigos. Nesta mensagem, Asher ressalta que quando duas pessoas se unem no amor de Yeshua com um coração disposto a se sacrificar um pelo outro quando necessário, elas estabelecem o fundamento de um relacionamento bem-sucedido e saudável. Para assistir a essa mensagem em inglês, clique AQUI!

 

Fonte: ReviveIsrael

Revive Israel – Julho

Posted: 02 Jul 2014 10:01 AM PDT

Revive image 1

Medidor de Dor

Como medimos a dor? Se eu pisar no seu dedo do pé, vai machucá-lo, mas eu mesmo não sentirei nenhuma dor. As suas terminações nervosas tornam a sua mente consciente da dor, mas não a minha. Fisicamente, só podemos sentir a própria dor, não a dos outros. Para conhecer e sentir a dor de outra pessoa são necessários uma sensibilidade e um esforço acima e além dos sentimentos e capacidades naturais.

Nas palavras "compaixão" e "simpatia", a paixão e o pathos ("patia") referem-se aos sentimentos de outra pessoa. Com sim significam "junto com" ou "paralelo a". Somos pessoas compassivas ou 'simpáticas' (compreensivas) quando superamos o nosso egocentrismo e somos capazes de perceber e nos identificar com aquilo que outra pessoa está passando.

Yeshua foi a pessoa mais compassiva que já viveu. Ele chorou por compaixão (Lucas 19.41; João 11.35; Hebreus 5.7) e estendeu a mão para curar as pessoas movido por compaixão (Mt 9.36; 14.14). Em Isaías 53, o Messias é citado duas vezes como "um homem de dores" (verso 3) e como aquele que "tomou sobre si as nossas dores" (verso 4). A palavra em hebraico nos dois casos não é a palavra mais comum para "dor" (khe’ev) כאב, mas a forma mais poética da mesma raiz (makhe’ov) מכאוב. Isso pode ser uma referência à sua disposição de experimentar um tipo de dor que não fosse originalmente a sua própria.

Quanto mais nos tornarmos parecidos com Yeshua, mais sensíveis estaremos às dores daqueles à nossa volta. Poderemos medir e sentir as suas dores. Por meio do nosso sofrimento, poderemos nos tornar uma fonte de conforto e encorajamento para outros (2 Coríntios 1.6).

Asher Intrater

Reféns!

Existem reações profundas entre os israelenses a respeito do recente sequestro de três adolescentes.

  1. Oração – Houve uma convocação pelos religiosos nacionais para orar em favor do retorno dos garotos. Uma grande porcentagem da população israelense está participando. O estilo da oração judaica é baseado em leituras públicas dos Salmos.
  2. Viajar de Carona – Alguns jornalistas questionaram se é correto os colonos viajarem de carona, o que abre para a possibilidade de serem levados como reféns. Os colonos responderam que essa lógica é do tipo que põe a culpa na vítima: semelhante a culpar uma garota de ter sido estuprada por estar usando uma saia curta.
  3. Varredura do Território – Já que o evento aconteceu próximo a Hebron, o exército organizou uma varredura maciça da área, vasculhando cada casa e caverna, na esperança de "fechar o cerco" sobre o lugar onde os reféns estão sendo mantidos.
  4. Hamas – A segunda área de empenho do exército tem sido prender muitos da liderança do Hamas. Mais de 200 foram presos. Isso pode representar um ponto de virada na estratégia israelense, visando desmantelar permanentemente a infraestrutura do Hamas na Judeia e Samaria. Embora a Autoridade Palestina (AP) esteja protestando, eles não estão protestando "demais", (para eles, o Hamas é um concorrente). Isso pode gerar um resultado positivo tanto para Israel quanto para a AP ao enfraquecer o Hamas. Um comentarista palestino chegou a dizer que talvez Bibi (Netanyahu) fará pela AP o que Al Sisi fez para enfraquecer a Irmandade Islâmica no Egito.
  5. Ideologia – Os garotos que foram sequestrados fazem parte de "Gush Etsion", (associados ao partido Bayit Yehudi de Naftali Bennet; não vestem nada preto, e estão comprometidos com o exército e o serviço político). Está havendo uma disputa entre os israelenses quanto à sabedoria estratégica dos assentamentos nos territórios. O grupo de colonos ortodoxos modernos está se tornando o líder do sionismo ideológico de direita.
  6. Troca de Prisioneiros – Uma das questões discutidas é sobre libertar prisioneiros terroristas em troca dos reféns israelenses. A esquerda diz "sim", e a direita diz "não". Gilad Shalit era de uma família liberal. Esses meninos são do núcleo da direita sionista. Esses são os que sempre disseram para não trocar prisioneiros por reféns, e agora seus filhos é que são os reféns. Os riscos emocionais e ideológicos são extremamente intensos.

Sionista Árabe de Nazaré

Um vídeo controverso está se espalhando pela internet, feito por um adolescente árabe, apoiando Israel firmemente, exigindo o retorno dos reféns e chamando os jihadistas de "terroristas". Neste vídeo de três minutos, Muhammed Zoavi de 16 anos de idade (primo de um membro do Knesset fortemente anti-Israel, Haneen Zoavi) traduz as próprias palavras em árabe, inglês e hebraico. Para assistir, clique AQUI!

Bar Mitzvah

Na semana passada, alguns de nós tivemos o prazer de participar dobar mitzvah de Yoav (filho de David e neto de Eitan). Amigos e familiares chegaram de todo o país. Eu fui profundamente tocado por essa demonstração extraordinária de relacionamentos de aliança. Nós cremos na fidelidade aos relacionamentos de longo prazo. É mais fácil falar sobre fidelidade de longa duração do que praticá-la.

Deus descreve a si mesmo como o Deus de Abraão, Isaque e Jacó – uma aliança de três gerações que é fundamental à promessa do reino. Eitan, David, Yoav e toda a "tribo" ao redor deram testemunho desse belo princípio. Quando nos levantamos para abençoar Yoav, David nos fez lembrar que 30 anos atrás, eu o treinei para o seu bar mitzvah, e agora estávamos ali juntos para celebrar o bar mitzvah do seu filho.

É raro ver relacionamentos de longa data na sociedade de hoje. Lealdade baseada em aliança e construção de comunidades são vistas como "fora de moda" e irrelevantes. Contudo, ao testemunhar esse evento, fui impactado pela necessidade de reexaminar o que realmente é importante na vida. Muito do que fazemos e das realizações que parecemos alcançar não significarão muito à luz da eternidade. Porém, relacionamentos que passaram na prova do tempo possuem um significado e uma satisfação que são eternos.

Recompensa

Gostaríamos de honrar uma amada santa, Ann Mitchell (mãe de nossa irmã e amiga Ann Carrol). A Sra. Mitchell partiu para estar com o Senhor no dia 6 de junho após uma vida inteira servindo a ele. Que ela desfrute de sua recompensa e bênçãos eternas!

 

Fonte: ReviveIsrael

Lançamento!

Lançamento!

Contato

Contato
Clique na imagem para acessar

REVISTA PAMM - edição de Outubro

Para escolher o modo de leitura (páginas, livro, slides) Coloque o mouse sobre iPaper > ViewMode> selecione o modo. Para ler no modo Tela Inteira, clik na caixinha abaixo no canto direito, você também pode usar o recurso de zomm.
- Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6:38