.

.

.

Pés Formosos » Notícias

Pés Formosos » Notícias


Cristão tenta se candidatar à presidência da Síria

Posted: 08 May 2014 04:44 AM PDT

A Suprema Corte Constitucional na Síria estudou as aplicações dos 24 candidatos para as próximas eleições presidenciais na Síria, que serão realizadas no dia 3 de junho de 2014. Dentre os candidatos, um é cristão: Samih Mikhael Moussa

Eleições sírias_07052014.jpg

Apesar da tentativa, a Constituição da Síria até então exigia que os candidatos à presidência fossem muçulmanos. Dessa maneira, seria provável que a aplicação de Moussa fosse rejeitada pelo Tribunal Constitucional. A lei para as eleições de 2014, porém –  que foi aprovada pelo Parlamento em março de 2013 –, não incluiu em seus parágrafos qualquer referência quanto à crença religiosa dos candidatos à presidência.

Mesmo assim, nesse domingo (04/05), o porta-voz do Tribunal Constitucional, Mayed Jadara, anunciou que o presidente da Síria, Bashar Al Assad, no cargo desde julho de 2000, irá disputar as eleições com dois candidatos: o deputado Maher Abdel Hafez Hayar, membro da oposição, e o ex-ministro Hassan Abdullah Al Nuri. A canditadura de Moussa não foi aceita. Essa será  a primeira vez que as eleições presidenciais sírias terão mais de um candidato.

A lista oficial de candidatos ainda não foi divulgada. Independentemente desse fator, o vencedor mais provável destas eleições é o presidente Bashar Al-Assad. No final de abril, ele anunciou que iria disputar o terceiro mandato de presidência de 7 anos.

Recentemente, a Lei de Eleições Gerais na Síria foi alterada. O candidato presidencial deve ter pelo menos 40 anos de idade e ser de nacionalidade árabe-síria por ambos os pais. Também são permitidos candidatos casados com um não-sírio. O candidato que não tenha vivido na Síria durante pelo menos 10 anos também não é elegível.

Shamih Mikhael Moussa nasceu em Btaiha, em 1963, e é o primeiro cristão que tenta concorrer ao cargo de Presidente da República Árabe da Síria que, há três anos, vive em guerra civil e já causou mais de 150 mil mortes e deixou milhões de desalojados.

Fonte: Portas Abertas Internacional
Tradução: Ana Luíza Vastag

Ainda que me abandonem pai e mãe, o Senhor me acolherá

Posted: 08 May 2014 04:42 AM PDT

 Deixem vir a mim as crianças e não as impeçam; pois o Reino dos céus pertence aos que são semelhantes a elas. Mateus 19.14

Dia7_shutterstock_158709536_07052014.jpg

Ahmed* nasceu em um lar muçulmano e foi criado de maneira rígida até os 12 anos de idade, nos princípios e práticas religiosas do islamismo. Certo dia, um colega de classe o convidou para ir a sua casa assistir a um filme. Ao chegar lá, Ahmed percebeu que o filme era sobre o profeta Jesus. Ele ficou impressionado e confessou a Cristo como Senhor e Salvador.

“A partir daquele dia minha vida nunca mais seria a mesma. Pouco tempo depois, meus pais descobriram a minha nova fé e resolveram me manter em cárcere privado. Sofri agressões do meu pai e fui obrigado e decorar trechos do Alcorão todos os dias. Procurei honrar meus pais como a Bíblia ordena, mas não abri mão de Jesus, até hoje mantenho minha fé”, ele compartilhou.

Ahmed conta também a difícil realidade de milhares de crianças no país, algumas com menos de 10 anos. Elas trabalham nas minas de ouro da Tanzânia, onde correm risco de morte. A informação é confirmada pela ONG norte-americanaHuman Rights Watch que afirmou, em relatório, que as meninas sofrem pressões para se prostituir ou são vítimas de exploração sexual, enquanto os meninos cavam e perfuram poços profundos e instáveis durante o dia todo.

Pedidos de oração

  • Agradeça ao Senhor pela vida e salvação de Ahmed, que se manteve firme apesar da pressão de seus pais.
  • Interceda para que mais muçulmanos sejam impactados e transformados por meio de filmes e pregações na Tanzânia.
  • Ore pelas crianças do país que são usadas como escravas nas minas de ouro, para que saiam dessa situação e sejam alcançadas pelo amor de Cristo.

*O nome verdadeiro foi alterado por motivos de segurança

Participe dos 31 dias de oração pela Igreja africana!

Fonte: PortasAbertas

Atualização do caso dos cristãos assassinados em Malatya

Posted: 08 May 2014 04:40 AM PDT

O dia 18 de abril desse ano foi a data do sétimo aniversário dos assassinatos dos cristãos Necati Aydin, Ugur Yuksel e Tilmann Geske em Malatya, na Turquia. Neste dia, centenas de fiéis turcos participaram dos cultos em memória, realizados nos túmulos de Ugur em Elazig e Tilmann, em Malatya

Turkey_Malatya.jpg

A imprensa esteve no local registrando o fato, e um parente de Ugur aceitou um Novo Testamento como presente. Aconteceram consequências significativas após os assassinatos e os cristãos turcos expressaram seus agradecimentos pelas mudanças de atitude em relação a eles em particular, com uma redução acentuada da inimizade contra eles e uma maior aceitação dentro da sociedade turca.

O porta-voz de imprensa da Associação de Igrejas Protestantes da Turquia, Soner Tufan, fez uma declaração reafirmando o desconforto que a comunidade cristã turca sente em relação ao longo julgamento ainda sem veredito e sobre o fato dos cinco homens presos na cena do crime terem sido libertados após uma mudança na lei.

A declaração mostrou ainda que a justiça não parece ter sido feita. Lembre-se que os cinco acusados foram libertados em março após uma mudança legal que reduziu o período máximo de detenção durante um julgamento de dez para cinco anos. Quatro dos réus estão com uma braçadeira eletrônica, e o outro deve se comunicar com a justiça diariamente ligando do telefone de sua casa. Após as alterações legais, um novo juiz e júri foram nomeados, e a próxima audiência está prevista para junho.

Apesar das frustrações com o processo judicial e a tristeza associada à morte dos três cristãos, houve uma atmosfera alegre na abertura de uma igreja em Malatya em sequência aos cultos memoriais. Os moradores locais se misturaram aos cristãos na abertura formal da igreja.

Pedidos de oração 

    • Ore para que as famílias e os amigos dos cristãos assassinados tenham paz e reconheçam a presença de Jesus, especialmente no processo de julgamento.
    • Peça pela comunidade cristã em Malatya, para que continue sendo testemunha fiel.
    • Interceda pelo juiz e o júri recém-nomeados, para que eles entendam as complexidades do caso e ajam com justiça.
    • Clame para que todos aqueles que ajudaram ou perpetraram o assassinato tenham uma profunda convicção do erro que cometeram, e busquem o perdão de Jesus.

Leia também
Julgamento por assassinato em Malatya é adiado novamente
Suspeitos de assassinato em Malatya estão prestes a receber liberdade

Fonte: Middle East Concern
Tradução: ANAJURE

A ousadia necessária para florescer

Posted: 08 May 2014 04:38 AM PDT

Os justos florescerão como a palmeira, crescerão como o cedro do Líbano. Salmos 92.12

Dia6_shutterstock_171561668.jpg

Em uma das viagens ao norte da África, Samir*, um cristão devoto e ousado, nos contou sobre a ocasião em que a polícia fez uma inspeção em sua casa – parecia tratar-se de uma denúncia anônima. Samir foi obrigado a entregar seu laptop para averiguação. Ele conta: “Sem uma explicação prévia eu fui detido pela polícia e levado de olhos vendados. Foi quando, ao ouvir gemidos, eu percebi que estavam me encaminhando a uma 'câmera de torturas'. Os oficiais me faziam perguntas como: 'Por que você é um cristão? Por que você é contra o islamismo?'. Mas Deus me dava as respostas certas a cada nova questão”.

“Sim, sou cristão. Provem que sou contra o islamismo”, ele respondia ousadamente. Por três dias seguidos, a polícia o manteve sem dormir, para desequilibrá-lo emocionalmente pela privação de sono e alimentação, além da violência física. Por outras vezes, Samir era obrigado a se despir para ser agredido com jatos de água fervendo. Por fim, o chefe de polícia apareceu e disse: “Você pode ir, mas nós vamos vigiá-lo”.

Apesar de sofrer de ansiedade, Samir continua servindo a Deus e florescendo como a palmeira (planta que tem um significado muito representativo para o povo marroquino). Ele viaja e faz visitas de encorajamento aos seus irmãos na fé.

Pedidos de oração

    • Agradeça a Deus porque muitos cristãos, ainda que secretamente, permanecem firmes na fé e não desistem de segui-lo.

    • Interceda pela vida de Samir e de outros cristãos do Marrocos, que arriscam sua vida para manter a fé e para encorajar outros.

  • Peça a Deus que ministre sua graça na vida daqueles que, como Samir, são presos e torturados por causa de sua fé em Jesus.

*O nome verdadeiro foi alterado por motivos de segurança.

Participe dos 31 dias de oração pela Igreja africana!

Fonte: PortasAbertas

Lançamento!

Lançamento!

Contato

Contato
Clique na imagem para acessar

REVISTA PAMM - edição de Outubro

Para escolher o modo de leitura (páginas, livro, slides) Coloque o mouse sobre iPaper > ViewMode> selecione o modo. Para ler no modo Tela Inteira, clik na caixinha abaixo no canto direito, você também pode usar o recurso de zomm.
- Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6:38