.

.

.

Pés Formosos » Israel

Pés Formosos » Israel


Relatos de Israel – 26 de Maio

Posted: 29 May 2014 07:21 AM PDT

relatos

 

1. "ASSASSINATO A SANGUE FRIO" OU TRÁGICO INCIDENTE EM UM CONFRONTO VIOLENTO?
 
Na terça-feira da semana passada, uma manifestação violenta ocorreu ao norte de Jerusalém durante aquilo que os árabes palestinos chamam de Nakba Day, comemorando a "tragédia" (Nakba) do estabelecimento do Estado de Israel. No final de um longo dia de confrontos em diferentes localidades, dois jovens árabes palestinos, Mohammed Mahmoud Odeh (16) e Nadeem Siam Nawara (17) foram mortos. 

Imagens de vídeo das câmeras de segurança em um prédio vizinho foram divulgadas na terça-feira afirmando mostrar o tiroteio dos dois. No vídeo que está sem som, os dois podem ser vistos, em diferentes momentos, caminhando ao longo de um muro de concreto durante uma pausa nos confrontos e de repente caindo no chão. Eles não estavam envolvidos com a violência no momento.

A organização israelense de direitos humanos Betzelem republicou as filmagens depois de tê-las recebido da organização Internacional para Defesa das Crianças – Seção Palestina. Betzelem sugeriu que soldados israelenses deliberadamente assassinaram os dois adolescentes. O relatório publicado na homepage da organização também disse que há "fortes indícios de que foi utilizada munição real", algo que foi testemunhado por testemunhas oculares na área, baseado em observações que munição real faz outro som do que balas de borracha. A equipe médica árabe palestina também mostrou uma bala encontrada na mochila de um dos adolescentes, onde supostamente parou depois de ter penetrado seu corpo.

As FDI disseram em resposta às afirmações de que a investigação inicial mostrou que nenhuma munição real tinha sido usada, mas o incidente continua sob investigação. O porta-voz acrescentou que o vídeo havia sido editado "e não documenta a amplitude completa do evento" e "a natureza violenta da revolta".

Após a divulgação das filmagens na terça-feira, porta-vozes da AP imediatamente exigiram uma investigação internacional dos incidentes, os quais se referiram como crimes de guerra e "assassinato a sangue frio". A ONU apoiou esta reivindicação ao passo que os EUA pediram que o governo israelense conduzisse "uma investigação rápida e transparente para determinar os fatos que cercam este incidente".

Comentário:
Nós aqui temos um exemplo clássico onde a versão israelense árabe-palestino dos eventos contradiz um ao outro; pelo menos na sua fase inicial.  Esta história ainda está em desenvolvimento, e não temos a imagem completa. A questão é se nós algum dia teremos, como tradicionalmente, a AP não tem cooperado com as autoridades israelenses, entregando as provas em casos semelhantes.

Os fatos que ambos os lados concordam sobre, são que houve confrontos neste dia na área onde as filmagens foram gravadas, perto da prisão Ofer fora de Ramallah. Fontes israelenses estimam que cerca de 150 árabes palestinos estavam participando do motim usando bombas de fogo, pedras e pneus em chamas para atacar os soldados. Também esta claro que, no final do dia, os dois adolescentes foram mortos e vários outros feridos. Existem várias opções para o que poderia ter acontecido: soldados israelenses mataram deliberadamente os jovens. A partir das filmagens parece muito claro que os dois jovens não estavam envolvidos em ações violentas na hora. Se os soldados israelenses de fato atiraram neles com munição real, vai ser difícil afirmar que isso foi feito porque os soldados estavam em perigo mortal.

No entanto, o desafio com esta opção é encontrar uma motivação para um homicídio intencional. Por que os soldados fariam isso? O que eles poderiam ganhar com isso? Faria, sem dúvida, que o motim se intensificasse e se espalhasse; levaria à atenção da mídia mundial e à condenação; e pode, no final, levar à prisão dos culpados. Mortes intencionais, o que de acordo com a filmagem parece ser a opção mais provável, na realidade parece ser a opção menos provável.

Poderia ser que um soldado israelense tenha ficado tão assustado ou de cabeça quente que ele perdeu o bom senso e disparou indiscriminadamente? Esta é uma opção. Mas o assassinato dos dois jovens ocorreu com uma diferença de tempo de 75 minutos de acordo com o relógio do vídeo. É improvável que um lapso mental duraria tanto tempo. Além disso, o soldado teria sido obrigado a mudar para munição real, algo que provavelmente teria sido percebido por seus companheiros. Outra opção é que isso era uma bala perdida. Isso também é possível. Mas poderia acontecer duas vezes; e ambos atingirem no torso com desfecho mortal? Por que isso aconteceu durante uma calmaria aparente na violência? E mais uma vez, por que com munição real, se a ordem era apenas para usar balas de borracha?

Há também a opção de que a imagem de vídeo tenha sido manipulada. Se for assim, não seria a primeira vez. Há muitos clips disponíveis no Youtube mostrando árabes palestinos agindo como supostos assassinatos de seus civis por soldados israelenses, a fim de divulgá-los como reais. Esta indústria recebeu o nome de Pallywood.

Em primeiro lugar, a identidade dos dois jovens que supostamente são filmados na filmagem não pode ser decidida com base na filmagem. Podemos ter certeza de que nós estamos vendo Odeh e Nawara? Em segundo lugar, conforme relatado no Canal 2de Israel, um dos adolescentes estendeu as mãos para suavizar sua queda. Isso é um comportamento provável de uma pessoa que foi baleada? Em terceiro lugar, após o assassinato de um dos adolescentes, um grande grupo de pessoas corre para ele e o carregam a uma ambulância que aparece um pouco mais abaixo na estrada. Mas um grande número de pessoas continua a caminhar ao longo do muro como se nada tivesse acontecido. Parece haver nenhum medo de ser alvejado por balas adicionais. Em quinto lugar, por que demorou quatro dias antes da filmagem ser divulgada? Terá sido adulterada?

Tudo isso não é para excluir a possibilidade de que as forças israelenses são responsáveis ​​pela morte dos dois adolescentes. Isso já aconteceu antes, e, infelizmente, é provável que isso aconteça novamente. Mas é fundamental que todos os fatos sejam colocados sobre a mesa antes de as conclusões serem tiradas. Para que isso aconteça, pressão deve ser colocada na AP, para trazer todas as evidências relacionadas ao incidente. É do interesse de Israel de que a verdade seja revelada – mesmo que possa ser desagradável. Só desta forma incidentes semelhantes podem ser impedidos no futuro.

No entanto, a prevenção de tais incidentes não parece ser uma prioridade na agenda da AP. Eles continuam incentivando protestos violentos sabendo muito bem que este é um jogo mortal para os jovens que eles enviam na linha de frente dessas manifestações fúteis. Parece precipitado dizer isso, mas é difícil evitar a conclusão de que, para a AP, o sacrifício de alguns jovens agora e depois é um preço que eles estão dispostos a pagar, a fim de se certificar que a simpatia do mundo permaneça ao seu lado.

Portanto, os dois lados podem não concordar que expor a verdade é o que é importante aqui. Infelizmente, parece que para a AP, é suficiente que um caso pode ser usado para condenar Israel e isolar o Estado judeu internacionalmente. Há muito tempo que essa tem sido sua agenda e, enquanto o caso atual servir para esse propósito, não devemos esperar qualquer cooperação do lado da AP.

2. CURTAS DA SEMANA

O Haaretz informou que uma fonte do Hamas teria dito que o modelo sendo planejado para o novo governo palestino unificado seria o mesmo do Hizb'Allah no Líbano, em que a organização é um partido do governo que divide a responsabilidade por assuntos de rotina, mas mantém um exército independente.  "Se alguém espera que o Hamas to entregue todos os seus artefatos e a rede de mísseis para a Autoridade Palestina, está cometendo um grande erro," disse a fonte do Hamas.

No próximo domingo, 25 de maio, o Papa Francisco visitará Jerusalem. Entre outras coisas, ele passará no jardim do Monte Hertzl, visitará o Yad VaShem e encontrará os dois rabinos-chefes. O Papa Francisco também se encontrará com o Presdente Shimon Peres e com o Primeiro Ministro Binyamin Netanyahu. Durante sua visita, também está agendado que o Papa Francisco encontre o Grande Mufti de Jerusalem, Sheikh Muhammad Hussein. Esse último compromisso tem causado algumas reações em Israel, pois Mufti tem um atualizado histórico em discursos de ódio anti-semitas. Suas declarações foram inclusive repreendidas internacionalmente. Em 2012, o Mufti pregou que faz parte do destino muçulmano matar judeus e, em outra ocasião, na Mesquita de Al-Aqsa, em Jerusalém, ele ensinou que judeus são "inimigos de Allah". Ainda, em outro sermão, ele disse que as almas dos suicidas de atentados a bomba "nos dizem para seguirmos em seu caminho".

Um artefato interessante foi encontrado no sítio arqueológico de Omrit Roman-era, ao norte da Galileia. Trata-se de um selo que remete ao século 8 a.C. O artefato foi encontrado em 2012, mas apenas recentemente arqueólogos concluíram suas pesquisas a respeito do achado. Escavações em Omrit ao longo dos últimos 25 anos descobriram três diferentes templos, construídos um dentro do outro. A parte mais interna contem o templo mais antigo, datado do ano 40 a.C. No meio há um santuário que remonta à época de Herodes, perto de 20 a.C. O terceiro e mais recente templo data do primeiro século d.C. O selo foi encontrado atrás da parede do santuário mais antigo, dentro de uma camada de massa entre uma parede interna e uma externa.

Os arqueólogos não entendem como o selo foi parar lá, pois o templo foi cosntruído 700 anos depois da criação do selo. O selo representa uma batalha entre uma figura alada e um touro empinado sobre suas patas traseiras. Uma pesquisa comparativa remonta a data de criação à época de Sargão II, um rei Assírio que reinou entre 722 e 705 a.C. e que conquistou a Israel antiga. "O selo, aparentemente, foi trazido para Israel por um de seus servos", disse a Professora Ziona Grossmark, do Tel-Hai Academic College.  De acordo com Grossmark, um selo era um meio de caracterizar seu proprietário, ao contrário do que é uma identidade hoje em dia. "Selos eram usados na Galileia no terceiro milênio a.C. até quase o 5º ano a.C." Eles eram usados principalmente durante o período no qual tábuas de barro eram usadas para escrita, até que a posterior introdução do papiro ou do couro na feitura de pergaminhos." O selo foi descoberto perfeitamente preservado, e ainda está send pesquisado e catalogado. Grossmark relatou para arqueólogos e historiadores que é um dos mais belos selos jamais encontrados.

Nessa semana, 400 oficiais doo governo chines e empresários chegaram a Israel para participar de uma série de rodadas de negócios e seminários.  Shangyan Fen, um diretor de administração  da Catalyst-CEL, um fundo de investimentos conjunto entre Israel e China disse que eles estão buscando tecnologia isrelense para auxiliar a China a "subir de nível" em termos sociais. Entre outras iniciativas de cooperação, a Tel Aviv University anunciou, na segunda, uma parceira com a Tsinghua University de Beijing para investir USD300 milhões para estabelecer o XIN Research Center, voltado para a pesquisa de tecnologias iniciais e maduras em biotecnologia, energia solar, água e meio ambiente. Israel ainda é um parceiro discreto para  gigantesco tamanho chinês, mas os negócios entre ambos tem se avolumado, alcançanco USD8.4 bilhões no ano passado, comparado com USD6.7 bilhões em 2010, de acordo com o Central Bureau of Statistics de Israel. Beijing busca acesso a novas tecnologias em campos nos quais Israel é considerado um líder, aí incluindo agricultura, dessalinização da água e medicina, enquanto o estado judeu está faminto para ganhar campo no mercado chinês.

3. FLASHBACK HISTÓRICO: Junho de 1964

A National Water Carrier foi completada. Como resultado, a maioria das redes regionais de condução de  água no país oram unificadas em uma rede que compreende desde o Kinneret (Mar da Galileia) até o Mitzpe Ramon no deserto do Neguebe.

A água do Kinneret é misturada com água que brota do solo ao longo de sa rota, e desde o princípio, 80% dela é usada para agricultura e 20% para consumo. Esses números foram invertidos em 2010, quando, devido ao aumento populacional, e aumento dos padrões de vida, 80% da água do Mar da Galileia é usada para consumo. De modo a levar esta quantidade de água a 370 acima do Kinneret, até o ponto mai alto da rota, Eliabun, duas grandes estações de bombeamento foram construídas, uma em Tabgha em outra no Tsalmon. Anualmente, 500 milhões de metros cúbicos de água são bombeados do Kinneret, e 400, destes, são destinados para a rede nacional (National Water Carrier). Os 300 milhões de metros cúbicos adicionais evaporam.
Fonte: LivetsOrd

“Óleo sobre a Barba”

Posted: 29 May 2014 07:19 AM PDT

"Óleo sobre a Barba"

Unidade, Liderança e Unção Há uma ligação especial entre unidade na liderança e unção do Espírito Santo. Eu estou envolvido com vários grupos de liderança, tais como a nossa equipe do Revive Israel, a congregação Ahavat Yeshua em Jerusalém, a congregação Tiferet Yeshua em Tel Aviv, e a Aliança Judaico Messiânica de Israel. Os relacionamentos que nutro há mais tempo são com a equipe sênior do Tikkun International (Dan Juster, Eitan Shishkoff, David Rudolph, Paul Wilbur). Em todos esses grupos, procuramos construir a partir do trabalho em equipe, enquanto buscamos ao Senhor em oração e adoração. Em Atos 1, vemos os discípulos de Yeshua orando juntos num só coração sob a liderança dos apóstolos. Como resultado, o fogo do Espírito Santo foi derramado em Atos 2. Para que alcançassem essa unidade em oração, foi necessário um investimento extraordinário em relacionamentos de aliança entre eles "horizontalmente", juntamente com uma pureza devocional a Deus "verticalmente". Salmo 133.1-3: "Oh! Como é bom e agradável viverem unidos os irmãos! É como o óleo precioso sobre a cabeça, o qual desce para a barba, a barba de Arão, e desce para a gola de suas vestes. É como o orvalho do Hermom, que desce sobre os montes de Sião. Ali, ordena o SENHOR a sua bênção e a vida para sempre." A palavra em hebraico para "barba" – zakan – vem da mesma raiz da palavra "ancião" ou "presbítero" – zaken. A unção do Espírito Santo desce como óleo a partir de Yeshua, nosso Sumo Sacerdote, através da liderança. Esse salmo clássico de Davi pode ter uma aplicação para os dias atuais – e o fim dos tempos. Se a unidade no meio da liderança e a unção do Espírito Santo puderem ser restauradas aqui em "Sião", então uma enorme bênção de avivamento e vida de ressurreição será liberada para o mundo inteiro (Romanos 11.12-17). Asher Intrater

Construindo uma Comunidade de Aliança

Nesta era moderna de alienação e escassez de vínculos pessoais, estamos proclamando: obediência a Yeshua requer o desenvolvimento de comunidades de discipulado sob a supervisão de um presbitério qualificado. Em Mateus 16, lemos o relato da confissão de Pedro a respeito de Yeshua. Ele declara: "Tu és o Cristo, o Filho do Deus vivo."Yeshua responde: "Bem-aventurado és, Simão Barjonas, porque não foi carne e sangue que to revelaram, mas meu Pai, que está nos céus. Também eu te digo que tu és Pedro, e sobre esta pedra edificarei a minha igreja, e as portas do inferno não prevalecerão contra ela. Dar-te-ei as chaves do reino dos céus; o que ligares na terra terá sido ligado nos céus; e o que desligares na terra terá sido desligado nos céus." Alguns tentam escapar da exigência de compromisso congregacional, alegando que a igreja de Yeshua é uma realidade invisível e mística que não requer um comprometimento com as instituições visíveis deste mundo. Isso é contrário às Escrituras.  Yeshua escolheu 12 discípulos, onze dos quais se tornaram os novos anciãos para os seus seguidores. A frase "as chaves do Reino" tem a ver com autoridade de governo, uma autoridade que os judeus consideravam pertencer ao Sinédrio no primeiro século. O ato de ligar e desligar implicava em permitir ou proibir certos comportamentos. Isso era muito concreto e bem conhecido no primeiro século. É claro que podemos nos referir ao povo de Yeshua como um Corpo universal que transcende os grupos visíveis que se reúnem; porém, sem se reunir em congregações – sejam elas pequenas ou grandes – essa entidade universal não terá substância. Ao invés disso, logo após o Pentecostes (Shavuot), formou-se uma grande congregação em Jerusalém que se submetia ao ensino apostólico e se reunia regularmente (Atos 2.42). Mais tarde, quando os apóstolos começaram a viajar para novas cidades, eles estabeleceram novas congregações sob a liderança de um presbitério. O Cubo da roda A congregação é o útero para discipulado, adoração, oração e responsabilidade mútua. Podemos observar isso ao longo das Escrituras: Mateus 28.19 nos comissiona a fazer discípulos. As congregações são como o cubo de uma roda — da qual saem muitos raios: casamento e família, negócios e finanças, artes, educação e justiça social. Tudo flui a partir do cubo, onde há autoridade. As pessoas são treinadas a demonstrar o Reino em cada área da vida por aqueles que estão na liderança da vida congregacional. Portanto, construir uma comunidade sob um presbitério é o compromisso fundamental para todos aqueles que creem em Yeshua – perdendo em importância apenas para o seu compromisso pessoal com Deus e com o próprio Yeshua. Dan Juster

Visão para o Shavuot

Neste vídeo, Asher expõe a visão que nos levou, no Revive Israel, a convidar você tão insistentemente a uma parceria conosco para o Shavuot deste ano. Para nós, esse não é apenas outro evento. Nós cremos, com base nas Escrituras, que Deus derramará o seu Espírito sobre toda a carne no fim dos tempos (Atos 2.17-21). Para que isso ocorra, Yeshua está esperando que sua noiva ao redor do mundo se una em fé e oração, e peça para que esse evento capaz de mudar o mundo aconteça. Para assistir ao vídeo em inglês, clique AQUI! Por favor, junte-se a nós, começando às 18h no dia 3 de junho, 2014 (horário de Israel) e continuando por 12 horas, através da transmissão ao vivo pela internet. Para assistir à transmissão ao vivo, acesse este link. *IMPORTANTE* Para assistir, você precisa digitar esta SENHA: globalrevival (A senha não aparecerá em nenhum lugar no site)

Pedidos Rápidos de Oração

Papa – Francisco fez uma visita a Israel neste último domingo. Embora quase todos os judeus messiânicos em Israel tenham uma perspectiva evangélica, para a maioria da nação, o Papa é a figura mais visível ligada a Yeshua. Ore por um relacionamento melhor entre o Vaticano e o governo israelense. Egito – As eleições presidenciais estão marcadas para esta semana. O grande favorito, Abdel Fatah Al-Sisi, acredita que os radicais islâmicos prejudicaram o Egito, e que a cooperação de segurança com Israel aumentará entre as duas nações. Ore por um governo estável no Egito com mais liberdade religiosa.   Fonte: ReviveIsrael

Lançamento!

Lançamento!

Contato

Contato
Clique na imagem para acessar

REVISTA PAMM - edição de Outubro

Para escolher o modo de leitura (páginas, livro, slides) Coloque o mouse sobre iPaper > ViewMode> selecione o modo. Para ler no modo Tela Inteira, clik na caixinha abaixo no canto direito, você também pode usar o recurso de zomm.
- Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6:38