.

.

.

Pés Formosos » Notícias

Pés Formosos » Notícias


Violência obriga cristãos a deixarem cidade do Iraque

Posted: 22 Jun 2014 11:49 PM PDT

Ore pelas centenas de famílias cristãs que fugiram da cidade de Mosul, no Iraque, no início da manhã do dia 10 de junho. Muitos cristãos foram para o norte do país, na região curda, relativamente segura, ou para o bairro cristão chamado Nínive, com apenas o que eles puderam carregar

Iraq city.jpg
As famílias cristãs deixaram Mosul após partes dessa que é a segunda maior cidade do país ter sido controlada por homens armados do Estado Islâmico do Iraque e do Levante, conhecidos como Daash.

Um colaborador da Portas Abertas no Iraque disse que cerca de 200 famílias encontraram abrigo no mosteiro de Mar Mattai e outras cerca de 50 famílias em um monastério em Alqosh. Várias escolas nas aldeias, principalmente as cristãs, também abriram as portas para as famílias. “Se essa situação continuar assim, Mosul logo será esvaziada de cristãos”, afirmou o porta-voz. Até então, uma estimativa de mil famílias cristãs ainda morava em Mosul.

Os militantes do Daash são temidos porque eles não hesitam em matar pessoas de grupos minoritários.

Pedidos de oração

  • Ore para que os cristãos, agora refugiados, encontrem um lugar para ficar.
  • Peça ao Senhor pelos cristãos que ainda permanecem em Mosul.
  • Interceda pelo fim do derramamento de sangue e da instabilidade no Iraque.

 

Fonte: PortasAbertas

Papa Francisco promove encontro ecumênico com líder mórmon e pastor de megaigreja para discutir a “unidade cristã”

Posted: 22 Jun 2014 11:49 PM PDT

papa fransiscoO papa Francisco realizou recentemente um encontro ecumênico com lideranças mórmons e evangélicas no Vaticano, com o propósito de debater a possibilidade de diminuição da distância entre as diferentes tradições cristãs existentes atualmente.

"Podemos encontrar um terreno comum, a fim de avançar na vida e ministério de Jesus, para que mais pessoas possam experimentar a alegria da fé cristã?", questionava o material de divulgação do encontro, de acordo com informações do Christian News.

Dentre os presentes no encontro, destacaram-se o pastor Joel Osteen, líder da megaigreja Lakewood Church, no Texas, e o senador norte-americano Mike Lee, que é mórmon.

"Eu aprecio o fato de este papa ter deixado a Igreja mais inclusiva. Não tentando fazê-la menor, mas sim tentando ampliá-la e receber a todos. Isso tem todo o meu apoio. Eles respeitam as pessoas, todas as pessoas, e querem ver a unidade [cristã]", disse o pastor Joel Osteen.

O mesmo pensamento foi compartilhado pelo senador de Utah, que afirmou que a comunidade mórmon já trabalha visando a preservação dos valores cristãos, e nessa linha de atuação, o pensamento de que "somente a fé em Jesus poderá manter as famílias unidas" é uma convergência com a proposta do papa.

A atuação de Francisco na tentativa de aproximar as tradições cristãs que divergem do catolicismo é criticada por muitos teólogos. O pastor pentecostal Mark Herridge foi objetivo ao criticar a iniciativa: "Qualquer ministério protestante que ligar-se ao papa e ao catolicismo estará traindo o sacrifício de milhões de cristãos fieis que morreram por defender sua fé".

Antes de ser eleito papa, o cardeal Jorge Mario Bergoglio era visto frequentemente com pastores evangélicos de Buenos Aires, capital argentina, e sempre argumentou que os pontos em comum são maiores que os pontos de divergência nas duas tradições cristãs.

 

Fonte: Gospel+

Mãe de menina de 2 anos com grave problema cardíaco disse que sua filha viu Jesus antes de morrer

Posted: 22 Jun 2014 11:49 PM PDT

bebe morreA história da menina Giselle Janulis, que morreu aos dois anos de idade por conta de um problema cardíaco, tem emocionado pessoas ao redor do planeta. Antes de morrer, a menina disse ter visto Jesus.

A descoberta da doença cardíaca aconteceu de forma surpreendente, num exame de rotina solicitado pelo médico quando ela tinha sete meses de idade. Até então, nenhum sinal do problema havia sido notado pelos pais. "Eu não sei por que Giselle nasceu assim. Essa é uma das perguntas que eu vou fazer a Deus", disse Tamrah Janulis, a mãe da menina.

Giselle tinha um defeito cardíaco congênito conhecido como tetralogia de Fallot, a causa mais comum da síndrome do bebê azul. Tamrah e marido, Joe, foram pegos de surpresa quando os médicos informaram que Giselle tinha uma válvula a menos, assim como uma série de artérias que não haviam se formado. "Eu pensei que não havia nada de errado. Eu não estava preparada. Eu estava no hospital e meu mundo completamente parado. Eu estava em choque, sem palavras", relembra a mãe.

Alguns médicos especialistas disseram que Giselle poderia viver até os 30, outros disseram que ela não deveria nem estar viva. Dois meses depois do diagnóstico, os médicos realizaram uma cirurgia cardíaca e descobriram que o coração de Giselle parecia "uma tigela de espaguete" ou "ninho de pássaro", com pequenas veias filiformes que haviam surgido, na tentativa de compensar as artérias faltantes. Após a cirurgia, um especialista recomendou um transplante de coração e pulmão, um procedimento raro que normalmente não é bem-sucedido em crianças.

Tamrah e Joe decidiram não fazer o transplante, mas seguiram a prescrição dos médicos para uma dar à menina uma série de medicamentos. "Eu dei os remédios todos, duas vezes por dia. Levei-a comigo em todos os lugares e nunca a deixei fora da minha vista", relatou a mãe ao God Report.

Giselle demonstrava ser uma criança brilhante, e aprendeu o alfabeto com apenas 10 meses de idade. "Nada parou Giselle. Ela adorava ir ao zoológico. Ela andava a cavalo comigo. Ela fez tudo. Somos uma família muito musical e Giselle estava sempre cantando", contou Tamrah.

À medida que os meses foram passando, suas mãos, pés e lábios começaram a exibir uma leve tonalidade azulada, sinais indicadores seu coração não estava funcionando corretamente. Depois de seu segundo aniversário, ela teve sua primeira visão de Jesus. Foi o que aconteceu em sua sala de estar, apenas algumas semanas antes de sua morte.

"Olá Jesus. Olá, olá Jesus", disse a menina, causando surpresa à mãe, que a questionou: "O que você está vendo, gatinha?". Sem dar muita atenção à mãe, e com os olhos arregalados, Giselle repetiu a saudação: "Oi Jesus".

Insistente, Tamrah contou que insistiu em saber o que estava se passando, e perguntou à filha: "Onde ele está?". Giselle respondeu sem titubear: "Bem aqui".

Poucos dias depois, os pais não sabiam que a morte era iminente para Giselle, mas o quadro dela se deteriorou nas horas que antecederam sua partida. "Ela estava ficando cada vez mais fraca", diz Tamrah. "Suas mãos e pés começaram formigar e os tecidos começaram a morrer. Seus pés, mãos e lábios estavam cada vez mais azuis. A família, que estava reunida em torno da bebê na cama do casal, presenciou a menina suspirar suavemente em meio a um gemido, logo antes de parar de respirar.

"Meu milagre é que ela vivia feliz. Todos os dias com ela era como um milagre para mim. O que me dá esperança é que ela viu o Senhor e ela está no céu com ele. Eu sei que ela está lá em cima e ela está esperando por mim", finalizou a mãe.

A irmã mais velha de Giselle, Holly, a abraça após sua morte

Lançamento!

Lançamento!

Contato

Contato
Clique na imagem para acessar

REVISTA PAMM - edição de Outubro

Para escolher o modo de leitura (páginas, livro, slides) Coloque o mouse sobre iPaper > ViewMode> selecione o modo. Para ler no modo Tela Inteira, clik na caixinha abaixo no canto direito, você também pode usar o recurso de zomm.
- Dai, e ser-vos-á dado; boa medida, recalcada, sacudida e transbordando, vos deitarão no vosso regaço; porque com a mesma medida com que medirdes também vos medirão de novo. Lucas 6:38